ARBITRAGEM

Ao utilizar a Arbitragem as partes buscam, de forma privada, dar soluções à questões relativas a direitos patrimoniais disponíveis, contando para tanto com a atuação de profissionais especialmente capacitados na utilização e aplicação dos MESCs.

Esses métodos têm como características:

SIGILO: as audiências são realizadas em salas fechadas e somente as partes têm acesso ao procedimento.;

ECONOMIA: Os custos dos procedimentos são significativamente menores do que os dispêndios na justiça estatal;

CELERIDADE: os procedimentos são mais ágeis e rápidos, levando em média 18 meses até sua finalização;

FLEXIBILIDADE: as partes podem de comum acordo determinar prazos e forma de andamento do procedimento;

ESPECIALIDADE: o árbitro é expert no assunto de que trata o litígio;

SEGURANÇA: uma vez conduzido por profissionais profundamente especializados há plena segurança jurídica nas decisões prolatadas;

RECURSO: As sentenças arbitrais são terminativas e delas não cabe recurso.